segunda-feira, 29 de novembro de 2010


"If I fell in love with you, Would you promise to be true and help me understand?
'Cause I've been in love before and I found that love is more than just holdin' hands...."



terça-feira, 23 de novembro de 2010

terça-feira, 2 de novembro de 2010

I can't do this anymore with me...



...until you be my love for the rest of my life and stay in my army like the love that still in my heart since I saw you at first time.

My Fair Lady



''Eliza, where the devil are my slippers?''

The edge of love


''All my words and every heartbeat...they're all for you''

Mystic River



''Porque as vezes o homem não era o homem no final. Ele era o menino. O menino que escapou dos lobos, um animal da noite. Invisível. Silencioso. Vivendo em um mundo que os outros jamais viram. Um mundo de vagalumes. Invisível exceto por um brilho no canto do seu olho, desaparecido na hora em que vira sua mão em direção a ele...''

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

É uma pena...




olhar nos olhos das pessoas tentando encontrar os seus e me sentir só, pois a cada dia que passa sinto a força de nossa ligação, mas a saudade me toma e meu amor por ti aumenta.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Deixa eu te contar um segredo...



No verão eu vivia feito vira-lata, vagando pela margem do mundo. Com os amigos eu jogava, bebia, comia e no final do dia não sabia onde deitar porque a solidão era minha única companhia. Para mim nada importava ou fazia diferença, pois a banalidade era dura e amarga em minha vida, nada fazia a menor diferença.

Mas em um determinado momento, vagando como sempre vivi,eu te avistei de longe, distante como vejo o avião no alto do céu, então decidi me aproximar. A cada passo que dava sua imagem aumentava, meu coração acelerava, como se o avião realmente fosse pousar em minha frente. Quando me deparei meus pés tocaram o chão, meus olhos te avistaram de perto nos mínimos detalhes, minha pele tocava a sua e minhas mãos escreviam este conto. Na verdade não é segredo nem nada, que cada minuto hoje que vivo é pela razão de você ter entrado em minha vida e feito com que os meus olhos se abrissem, meu coração batesse mais forte e os momentos em que sorrio é quando transbordo amor por todo meu corpo.

domingo, 24 de outubro de 2010

No words




Eu lembro de todas as palavras já ditas durante todo o tempo em que estivemos juntos, foram lindas e até me fizeram chorar de felicidade. Mas o tempo passou, a brisa balançou meus cabelos e levou as palavras consigo, e a unica coisa que restou foi alguém cheio de lembranças bonitas e desejos de te ter novamente. A unica coisa que restou foi alguém sozinho.
Hoje algumas palavras estão salvas nos meus email, o meu primeiro presente está guardado dentro da caixinha, até mesmo as fotos estão no papel de parede do meu pc. Mas, honestamente, me sinto como um entre um milhão, como se todos que me rodeiam fossem iguais à mim quando penso em você. Porque ainda não me senti ''único'', como se não existisse alguém tão especial quanto eu pra ti? Como se eu fosse uma exceção, um ponto vermelho no meio da multidão branca.
Eu quero que você me ame, como se deve amar um grande amor. Pois quero ser aquele que vai estar contigo quando mais precisar, quando estiver a chorar e precisar de um abraço, e quando sorrir iremos festejar. Quero que você me ame, pois serei aquele que abrirá o vinho quando o jantar estiver pronto, e brincará de rimas contigo quando estivermos à sós e tudo parecer tão monótono.
Faça com que eu me sinta único, meu amor, porque quando a noite chegar eu vou querer te abraçar e te direi o quanto te amo, vou te fazer cafuné até que você durma e eu acorde deste sonho.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Sonho



Agora vou deitar e espero que você não apareça nos meus sonhos. Pois me enganei ao pensar que conseguiria levar esse sentimento sem você por perto, achando que tudo seria igual mais uma vez.
Eu quero deitar, mas temo lembrar mais uma vez das noites que sorrimos e choramos juntos, enquanto enxergávamos a distância que se prolongava a cada passo que dávamos um do outro.
Deito e ao fechar os olhos lembro do seus olhinhos miúdos perdidos nos meus enquanto deitávamos e nos abraçávamos e esquecíamos do tempo, do mundo e dançávamos nossa canção debaixo do cobertor, enquanto a tempestade caia lá fora.
Tenha dó, deixe-me dormir. Venha e coloque-me para dormir. Pois sonho com o dia que poderei te ter por perto e poderei te mostrar que é lindo e puro tudo que tenho para te oferecer. Mas deixe-me dormir...contigo...para sempre.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Ô menino lindo...



O que é sonhar perto da realidade em que estamos vivendo? E o pior, as pessoas realmente enchem o peito, e junta as palavras ditas: ''Eles não fazem nada lá mesmo, o Tiririca só vai alegrar'', soltam gargalhadas. É uma pena, porque estes que sorriem com o Tirirca, choram durante a noite quando não tem o que comer. Estes que sorriem com o Tirirca é a maioria do nosso país que não tem sonhos realizados e não sabem para quem recorrer...É o verdadeiro momento do pão e circo !

domingo, 15 de agosto de 2010

Eu, Caco.



A sala estava escura, pessoas sorriam com as cenas, e você estava ali ao meu lado. Sinceramente eu achei que seria mais uma saideira de amigos cinéfilos, mas realmente me surpreendi quando você pegou em minha mão, muito mais quando você me abraçou e deu um beijo eterno de cinco segundos. Sim, eu não entendi, mas era algo que eu já desejava que acontecesse. só tinha medo que acabasse a amizade.

Saímos pelo corredor, corremos do estacionamento e achamos nossa parada. Bensé cantava e tocava violão, em nossa frente o rio refletindo o céu estrelado e a ponte mais do que iluminada. E alí ficamos, a sós, viajando e vivendo o momento a dois.

Já era 0h, "Está na hora". Partimos. "Tchau, beijão!"

Parei, em segundos comecei a sentir o coração pulsar mais acelerado que o normal, suspirei profundamente e fiquei a lembrar da frase que escutava durante a semana: "Eu não procuro um relacionamento sério". Escuto um barulho de prato quebrar, procurei mas não achei de onde teria vindo o som. Tudo virou caco, pedaços do que antes era algo inteiro.

Liguei o carro e fui encontrar alguns amigos, e olhando em minha volta ainda encontrava o céu estrelado, o rio em seu lugar, a ponte intacta e eu continuava vivo: " enjoy, please, cuz life won`t stop".

sábado, 17 de julho de 2010

domingo, 27 de junho de 2010

Fotos Silhueta






Olá pessoal !

Tirei umas fotos para a matéria de Introdução a Fotografia com efeito silhueta e efeito de movimento de percurso e pelo jeito saiu tudo ok, a professora elogiou e ai decidi postar aqui para registrar.


Abração

Fotos Movimento de percurso






Olá pessoal !

Tirei umas fotos para a matéria de Introdução a Fotografia com efeito silhueta e efeito de movimento de percurso e pelo jeito saiu tudo ok, a professora elogiou e ai decidi postar aqui para registrar.


Abração

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Carnaval




Chega um momento que o carnaval acaba, a festa termina, mas a vida continua.
Chega um momento que os risos se tornam lágrimas, as vozes se tornam gritos e os ouvidos não escutam mais.
Chega uma hora que cansa, a natureza não suporta, a saudade bate, e não adianta forçar o riso.

Já diz Los Hermanos que todo o carnaval tem seu fim, e pra mim este acaba quando não tenho mais confetes para celebrar com você, quando não seguro sua mão para pularmos juntos e cantarmos a letra da canção.

Quem sabe te encontre na estação domingo ao anoitecer, quando tudo escurecer e a luz dos teus olhos me guiarem ao trem vindo de longe, vindo de Belo Horizonte. Talvez lá nem seja tão longe quanto é o tempo que espero por ti aqui. E quando você chegar já será o tempo de carnaval, de festejar, e se não for festejarei mesmo assim, porque com você todo dia é dia de carnaval, é dia de sorrir, cantar e celebrar.

quinta-feira, 27 de maio de 2010



Eu me lembro das minhas mãos por cima da sua, sendo acariciadas e apertadas, te dando forças.
E lembro dos nossos olhos como brilhavam, cheios de lágrimas, que sabiam o que sentiam mas não entendiam o que se passava.

Força, pois o amor ele surge para completar algo que já existe dentro de você, e te fazer sorrir.



"Nobody said it was easy
No one ever said it would be this hard
Oh take me back to the start"

Coldplay - The Scientist

domingo, 23 de maio de 2010



Eu passei um laço por cima do outro, tentando encaixar as partes e fazendo com que elas se completassem. Mas a cada laço dado percebia que algo não estava dando certo, porém não desisti, porque para mim a esperança é a última que morre.
Continuei a passar um laço pelo outro, um por cima do outro, sem se importar quem estava por baixo e por cima, mas foi ai que me deparei com o nó que criei.
Agora está difícil desatar, até mesmo chega a doer ter que desfazer isso tudo que criei. Mesmo sendo algo tão embolado eu acho bonito, pois não foi algo que fiz com as mãos, mas de coração.
Mas quem quer um nó em sua vida? Eu não!
Tem momentos que devemos ser racionais, agir com precisão, e se precisar usar a tesoura para cortar o nó.

terça-feira, 18 de maio de 2010

A chuva 2

Foi estranho quando desliguei meu laptop e fui para meu quarto, da janela olhava para a lua e trocava olhares com ela, e então choveu. Nos meus olhos eu via uma porção de água, que lavava minha alma e apertava o meu coração, pois sábio é aquele que não sabe segurar a sua dor e transborda-a em suspiros.
Me debrucei na cama, abracei meu travesseiro, e sonhei com ele, pois na minha noite havia uma chuva, que inundou o meu coração, e esvaziou a minha mente, pois eu não sabia que seria tão difícil durmir sem pensar antes em você.

A chuva




Ligação A: Dias nublados e cinzentos por aí também?


Ligação B: por aqui está chuvendo, mas amanhã será um novo dia e tudo pode mudar

For/get me

If you tell me that will come back, I won't believe anymore, cuz all the perfects things around us desapeared and there is nothing you can do now.

sábado, 8 de maio de 2010



Love me, love me,
Say that you love me
Fool me, fool me,
Go on and fool me
Love me, love me,
Pretend that you love me
Leave me, leave me,
Just say that you need me


The Cardigans - Lovefool

sábado, 3 de abril de 2010

Sem Limites? Então põe o cabresto



http://www.youtube.com/watch?v=0qsmDVmgfws

São 9:18 da manhã, estou em frente ao computador vendo as notícias e me deparo com tremenda frustração: um morador de rua, no RS, é atacado enquanto dormia. Nas imagens o homem humilhado ficou semelhante ao prateado do pânico, mas não quero acusar que tal fato foi de "influência indireta" do prateado. O que quero acusar são essas pessoas que a todo tempo exigem uma sociedade de cabeça mais "aberta", sem limites o/ uhull pra você. Mas sinceramente, se ainda existem pessoas que não se comportam como cidadãos, e precisam ser tratados como mulas, que seja posto o cabresto, pois tais precisam saber o seus limites e reconhecer as diferenças, e olhar para o próximo com um pouco de compaixão ou, se for para fazer besteira, que não olhe e passe direto.

Sinceramente nesses momentos a gente vê quem são os maiores vândalos sem razão de nossa sociedade, porque pelo que a entrevistada disse as pessoas que pintaram o morador de rua desceram de um carro, ou seja, esta longe de ser pobre. Não existe mais esse "papinho" que só é gente de classe média baixa ou classe baixa que faz coisa errada no nosso país, não é de hoje que vivemos esse tipo de corrupção, e quando falamos deste não precisa lembrar somente dos políticos brasileiros, lembre também daqueles que queimaram o índio pataxó em Brasília, daqueles que vendem seu voto por 10 reais ou então daqueles que ainda se impressionam com tamanho da roupa das universitárias e humilham. Corrupção não é só roubar, é corromper o que há de ético perante toda a sociedade, é pensar no que a seu favor e esquecer o que pode beneficiar todos os outros, é quebrar regras para se dar bem, é dar um "jeitinho" para sair em vantagem.

Então, que sejam esquecidas esses ideais de liberdade que as pessoas proclamam, para que? Se alguns mal se comportam como gente e ainda por cima, muitas vezes, são mais irracionais do que os próprios animais.
Não sabe onde é o seu lugar? Então põe o cabresto.

#desabafo

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Me dá um beijo, então





Aperta minha mão
Tolice é viver a vida assim sem aventura
Deixa ser
Pelo coração
Se é loucura então melhor não ter razão


Lulu Santos - O último romântico

domingo, 28 de março de 2010

Perspectiva do cotidiano

Diante de uma sociedade que vive em função do tempo, aa velocidade da luz, percebe-se uma escassa percepção do que existe ao nosso redor. Através dessa pequena análise, proposta pela professora Elisabeth Nader, é que fotografei cenas do cotidiano para a matéria de Introdução à Fotografia: fotos coloridas (com foco na vivacidade das cores) e p&b (foco nas formas, sentimento). Duas foram selecionadas pela professora como interessantes e belas, elas seguem aqui.







Talvez você pare e olhe na foto um só isso, mas repense, e veja que é muito mais do que isso.

''É tão difícil...





... olhar o mundo e ver
O que ainda existe
Pois sem você meu mundo é diferente
Minha alegria é triste''

As Canções Que Você Fez Pra Mim - Roberto Carlos

sábado, 27 de março de 2010

Incentivadores de Cultura



Por mais que vivamos um momento de grandes avanços culturais em nosso país, penso que não podemos cair no esquecimento. A cultura dentre nosso país é um dos nossos maiores tesouros, e com eles trabalhos a sua valorização e o incentivo a educação.
Pensando nisso é que realizei duas entrevistas na Rádio UVV, onde produzo dois informativos chamados Radar e Bacurau (veiculados na Rádio Cidade 97,7 FM), sobre incentivadores de Cultura, em um entrevistei a Mônica Nitz, artista plástica capixaba que faz um trabalho belíssimo e também é uma incentivadora no meio das artes, e com a Darcília Moisés, diretora da Aliança Frances, que desenvolve um trabalho de incentivo artistico com a cultura capixaba.
Para saber um pouco mais desse trabalho acesse os links abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=Wy5dtZMRetI

http://www.youtube.com/watch?v=A9w2zq2APCg

Abração !

sexta-feira, 26 de março de 2010

6º Encontro de Egressos - Consumo, tendência e tecnologia




O Curso de Comunicação Social da UVV realizará nos dias 30 e 31 de março o VI Encontro de Egressos, que traz como tema: ´´Consumo, tendência e tecnologia” e acontecerá no Cineteatro no período da manhã e noite, no Campus Boa Vista, Vila Velha. O Encontro proporciona o contato entre os estudantes da academia com os ex-alunos que já estão atuando no mercado de trabalho. O objetivo é esclarecer dúvidas sobre o mercado de trabalho, vida acadêmica, compartilhar idéias e experiências. A novidade esse ano são as mesas-redondas, que vão discutir temas como: ciberespaço, consumo, identidades e nichos sociais, entre outros temas. Na programação, está prevista também a exibição do documentário Antes e Depois do diretor de criação da E-brand, Rafael Andaku. O evento é gratuito e aberto a estudantes de Comunicação Social da Grande Vitória, informações no site da UVV: www.uvv.br e pelo telefone 3421-2120/2047.

domingo, 21 de março de 2010

36 Quai Des Orfèvres



Há quem associe os filmes policiais só aos barulhos de armas e manchas de sangue, visualizem mentalmente o confronto entre bandidos e policiais e associam de forma previsível os finais com mocinhas salvas. Mas existe uma interface muito maior em relação à esse gênero cinematográfico e a sensibilidade humana, e é exatemente isto que vemos no filme de Olivier Marchal.

A princípio o foco do filme é o combate à um grupo de assaltantes que estão aterrorizando Paris. As cenas são fortes, marcadas por vandalismo, sangue e gritos em um ritmo equilibrado entre agilidade e imagens bem definidas, que dão ação e clareza ao filme. Porém, o combate torna-se interno a partir do momento que a diretoria da polícia é indicada à um cargo público e deve passar o posto de Chefe de Polícia para um dos seus auxiliares mais diretos: Léo Vrinks (Daniel Auteuil), chefe da BRI (Brigade de recherche et d’intervention ou Esquadrão de Pesquisa e Intervenção), ou Denis Klein (Gérard Depardieu), chefe da BRB (Brigade de Répression du Banditisme ou Esquadrão de Crime Organizado). Ambos entram na disputa, mas com focos totalmente diferentes,enquanto Vrinks almeja tal cargo para ter mais liberdade e colocar em prática suas táticas pouco ortodoxas, Klein quer o cargo pelo poder. A partir de então o filme fica restritamente envolvido ao sentimento de competição, raiva e inveja.

O longa é rico em detalhes visuais, um exemplo é a cena em que Vrinks e Klein chegam ambos em suas casas, com as marcas do seu dia espelhadas em seu corpo, e vão tomar banho. Enquanto Klein fica sozinho naquele momento, carregado pelo seu dia, mostrando-se uma pessoa individualista, Vrinks recebe a companhia de sua mulher, que o ajuda e tirar as manchas vermelhas do corpo, trocam carícias e acabam fazendo amor. É fato que certas atitudes são correspondentes as suas ações diárias, aliás você colhe o que você planta.

É sobre essa individualidade e egoísmo de Klein que vou continuar focando o texto, aliás penso que a cena mais intrigante do longa começa a partir de agora. Enquanto todos as duas equipes, BRI e BRB, trabalham juntas, Vrinks faz comandos de trabalho em equipe pensando em uma estratégia lógica para tentar dissolver aquela determinada situação, porém Klein desobedece qualquer acordo que seja, pega uma arma e no meio da operação toma atitude que coloca a vida da policial Ève Verhagen(Catherine Marchal) em risco enquanto o policial Eddy Valence (Daniel Duval) leva um tiro e morre. Fica perceptível, a partir dessa cena, as ilimitáveis atitudes que Klein poderia tomar para conseguir o que queria, sem se importar quem ele prejudicaria, aliás algo muito maior ultrapassava seus próprios limites: o poder.

Dentre todo esse conflito, infelizmente Vrinks entra em uma enrascada: marca de encontrar um criminoso, que é uma fonte, e ao chegar no local presencia o bandido executando um crime e ambos fogem. Diante dessa situação temos que refletir até que ponto devemos levar a ética a diante, sendo que devemos manter fontes em sigilo, mas não devemos esconder nenhuma verdade que encoberta um crime. Pois bem, desse crime provocado pela "fonte-criminosa" do Vrinks, se salvou uma mulher, que estava prestes a ser expulsa do país por imigração, porém Klein "mecheu os pauzinhos", conseguiu que ela continuasse no país e a utilizou como testemunha para denunciar Léo Vrinks, e então foi preso. Sendo assim, Denis Klein consegue seu tão almejado cargo, mas será que isso era tudo? A resposta é: não.
Grande parte dos filmes europeus tem essa questão de trazer um mistério que não é apontado durante um filme, mas quando aparece fica perceptível a sua veracidade de acordo com o contexto. Quando falamos de poder dentro desse filme, não podemos limitar este somente à questão de conseguir o cargo ou não, talvez este fosse o grande salto que Klein conseguiu, pois de tal forma ele seria não somente uma autoridade dentro do seu trabalho, mas como também perante toda a sociedade. Conseguir prender Léo Vrinks foi o primeiro passo para conseguir o cargo de Chefe policial, ou talvez fosse o segundo, aliás ao decorrer do filme percebemos que não é só o egoísmo que corrói a vida de Klein, mas também a inveja de Léo por ele ter uma família e uma esposa que o ame.

Durante o sofrimento de estar longe do seu marido, Camille Vrinks (Valeria Golino) tentar encontrar uma maneira de entregar o bandido que colocou seu esposo na cadeia, Hugo Silien (Roschdy Zem) marcando com ele um encontro dentro do carro na estrada e deixando a policia a par de tudo. Porem os planos foram por água a baixo, Klein não conduz nenhum esquema policial para não por em risco a vida de todos, e age com perseguição fazendo com que Camille e Silien capotem. Será que esse acidente doeu mais em Klein ou Vrinks? Penso que para Denis a princípio tomar essa atitude doeu sim, aliás ele invejava tanto o relacionamento, quanto a própria esposa de Léo, mas de pensar que este não teria mais por perto quem ele tanto ama, seria sua maior satisfação.



Talvez você pense agora: Vrinks sai da cadeia e vai se vingar de Klein dando um tiro na cabeça dele. Pensou nisso mesmo? Então você quase acertou, aliás o filme não é nem um pouco previsível assim. Seriam 10 anos de cadeia, se não tivesse bom comportamento dentro da prisão, mas com 8 anos Vrinks estava livre. Procurou sua amiga e sua filha, e descobriu a verdadeira razão da morte de sua esposa. Pegar uma arma e matar Klein seria o caminho mais fácil para voltar à cadeia. Léo ficou sabendo de duas coisas que foi ponto fuminante para uma idéia escapatória: uma festa que estava sendo promovida pelo próprio Klein e os comparsas de Silien, que estavam atrás de quem matou o seu chefe da gangue.

No fim das contas o plano foi: ...não vou contar, nada melhor do que asistir o filme !

Talvez o final do filme não seja o momento mais esperado do filme, para ser bem sincero, mas o desenvolvimento em si meche com todas as estruturas sentimentais de uma pessoa, despertando medo, raiva e inveja, por exemplo. Pela própria vivencia do diretor, o qual dedicou 10 anos de sua vida à Força Policial Francesa, é que conseguiu levar todo o sentimento do real para as telas e transmiti-lo de volta para os telespectadores.

Veja o trailer:
video

sexta-feira, 5 de março de 2010

Quelqu'un M'a Dit - Carla Bruni


On me dit que nos vies ne valent pas grand-chose,
Elles passent en un instant comme fanent les roses,
On me dit que le temps qui glisse est un salaud
Et que de nos tristesses il s'en fait des manteaux.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A Corrida pelos bilhetes

Neste fim de semana saiu uma nota no site O Globo sobre a perda da hegemonia do filme Avatar nas bilheterias norte-americanas. Ele falam sobre o lançamento do filme Dear John que estreou na sexta- feira (05) nos Estados Unidos e no Canadá e, de acordo com o site, arrecadou US$ 32,4 milhões em três dias, enquanto a ficção imaginária ambientada em Pandora US$ 23,6 milhões.

Tudo bem, os números são impressionantes, mas temos que ir de encontro aos fatos.

Avatar



A princípio Avatar já teria começado com o pé esquerdo: o fato de ser lançado nos cinemas no mês de dezembro. Aliás, o que faria as pessoas pararem suas férias e se dirigirem as telinhas para assistir um filme? Talvez um que tratasse sobre o futuro da vida humana, que acontecesse no ano de 2154, o qual mostrasse a descoberta de um outro mundo habitado por outros seres (uma dúvida que carregamos conosco há séculos sobre a hegemonia do seres humanos em todo o universo). Talvez um filme que trouxesse uma provável realidade futura do nosso planeta que seria buscar recursos naturais em outros lugares pela falta desses no nosso. Ops! Encontramos essas discussões em Avatar, mero filme? Não acho.Ele traz algumas discussões atuais, porém muitos espectadores se deslumbram tanto com a fantasia, cores e o 3D, que se esquecem de enxergar o filme. Um ponto que gostaria de colocar é sobre o erro de acharmos que o filme trata-se simplesmente de ficção científica, quando na verdade o motivo que faz com que os humanos explorem Pandora é totalmente econômico, pois lá eles encontram o unobtanium, uma substância supercondutora ultravaliosa. Além de tudo isso, o filme é uma super produção super bem estudada durante 10 anos, super bem produzida nos pequenos detalhes, e o melhor: não precisou se apoiar em nenhuma estrela hollywoodyana para fazer sucesso, aliás, além da Sigourney Weaver, o elenco é formado por atores pouco conhecidos.

Dear John


Mas para tudo existe um porém. Na medida que a superprodução traz toda essa idéia futurista e a tecnologia 3D, ela infelizmente não mostra o presente e faz com que as pessoas assistam ao filme e pensem no futura...bem futura... para daqui a 144 anos, e é contra esse ponto que Dear John focou e com isso lotou os cinemas americanos no fim de semana.
O filme ainda não chegou ao Brasil, e está previsto para 16 de Abril, mas para não ficarmos tão curiosos podemos assistir ao trailer e, infelizmente, por enquanto temos que tirar algumas conclusões precipitadas.
Pelo pouco que vi e pouco que li, o diretor sueco Lasse Hallstrom (de Chocolate - sou apaixonado por esse filme- e Regras da Vida), traz uma arma muito forte consigo nesse filme: a realidade. O longa traz um momento de guerra e amor, mas não durante a Segunda Guerra Mundial ou durante As Cruzadas, mas sim sobre um fato recente e que, com certeza, chocou muitos e mudou a vida de muitas pessoas ainda hoje vivas, que foi o ataque de 11 de setembro. Para mim, a princípio, esse é o único ponto forte do filme, abalar os corações dos americanos, como também aconteceu com Tropa de Elite aqui no Brasil, aliás é um filme que mostra uma realiddade vivida no Rio de Janeiro e que nos choca. No resto, o mais novo sucesso norte-americano, para mim, não passa de um romance água com açúcar, traz um soldado americano apaixonado por uma garota de colégio conservador e, durante a época de ataques, os dois vivem um romance a distância, ou seja: no final ou eles ficam juntos ou ele morre, um pouco previsível.
Vamos ver quando o filme chegar ao Brasil, de repente o enredo seja algo que realmente nos fascine, mas por enquanto ainda fico com o drink azul Na`vi, deixo a água com açucar para depois, se eu sair chorando aos prantos do cinema.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

O Fenômeno 3D




Lembro que em 1997, quando ainda morava em Sergipe, minha irmã voltava da sua viagem a Disney e me contou com muita surpresa: "Lá tinha um cinema que colocávamos óculos escuros e os personagens chegavam perto da gente, o filme era de terror e dava mais medo ainda." Na época tinha meus sete anos, achei aquilo fascinante: "já pensou você assistir filme parecendo que eles estão caindo em cima de você?".

O tempo passou, e isso saiu totalmente de minha cabeça, porém aqueles óculos escuros que fazem os personagens sairem das telinhas e parecem que estão do nosso lado, se desenvolveram. Depois do sucesso de alguns filmes de animação em 3D: Chicken Little (2005), Era do Gelo 3 (2009), Up (2009); Avatar chegou fazendo com que as pessoas vissem 3 dimensões fora da vida real, e trazendo a inovação tecnológica para ficar. Ops, inovação? Ou melhor dizer re-re-re-inovação? Aliás ela já existia quando eu tinha meus sete anos e idade e minha irmã voltava da Disney, ou melhor: desde a década de 40, que foi quando o 3D deu um dos seus primeiros passos.

O som surround surgiu entre a década de 40 e 50, com a idéia de cercar o espectador com sons de todos os lados, e logo foi experimentado no filme Fantasia, de Walt Disney, em 1941. Só que, em 1952 e 1955, o 3D explodiu nos filmes House of Maz, com Vicente Price, e Disque M para Matar, de Alfred Hitchcock. Só que os óculos moderninhos ainda tinham uma série de problemas para serem resolvidos: eles eram desconfortáveis, feitos de papelão, com lentes de celofane, geravam muito cansaço nos olhos e dores de cabeça durante o filme. A tecnologia até que não é complicada de ser fabricada, mas o filme era processado em contornos nas cores azul e vermelha nos planos que deveriam se destacar mais a frente e mais atrás, logo cada lente captava com mais facilidade um ou outro contorno, e o resultado era uma imagem tridimensional.

Como o 3D não agradou ninguém, até mesmo o Hitchcock confessou sobre o seu desgosto, logo caiu no esquecimento e o Cinerama apareceu com tudo, ele trazia telas gigantes em forma de semicírculo e usava 3 projetores independentes para exibir o filme, a diferença entre o 3D? O conforto.

Ao longo do tempo alguns diretores ainda tentaram usar o 3D, como na década de 70, Flesh for Frankenstein, Andy Warhol utilizou o 3D em uma cena que o coração era arrancado do corpo da vítima e atirado à platéia. Imagino que isso garantia muitos sustos, mas não deu certo.

Nos anos 80 outros filmes foram lançados em 3D: Tubarão 3, Sexta-feira 13 - Parte 3 e Amityville 3, mas o resultado de um foi pior do que o do outro. Mas nos anos 90 A Morte de Freddie foi o melhor exemplo. Mas, com a melhor qualidade e conforto, James Cameron traz o 3D em seu curta-metragem para um parque temático em 1996, continuação do O Exterminador do Futuro 2.

Agora, depois do sucesso Avatar em 3D, o mundo do cinema não é mais o mesmo, aliás o óculos moderninho não só marcou a tecnologia cinematográfica, como também contribui (E MUITO) a combater a pirataria, aliás, quem vai querer deixar de assistir um filme em 3D dentro do cinema escurinho, comendo pipoca, para assistir filme no seu mero ultrapassado DVD (porque o Blu-ray está chegando com melhor qualidade e vai acabar com os DVDs, será?), na sua sala de casa com cheiro do desifetante que a diarista passou para limpar? Apesar de que este ano estão para chegar as TVs em 3D, e a pirataria com certeza vai montar nessa oportunidade para piratear os filmes em 3D, mas, para ser bem sincero: cinema é cinema, não há nada comparável a você estar ali, entre quatro paredes, no escuro, e a única luz que vaza é direcionada para a tela do cinema, onde você olha e se concentra, sua mente entra naquela história e acaba esquecendo de tudo que está acontecendo no mundo, pois aquele momento é seu para viver aquela história, às vezes para rir, outras vezes para chorar, ou até mesmo para fazer você pensar e desvendar algum mistério, mas o mais importante é que aquele é um momento seu, e aquela história com começo, meio e fim faz com que você abra a porta de saída, respirando e pensando: "eu precisava disso!".

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

A cada livro uma surpresa.
Estudando: Rádio - Inspiração, Transpiração e Emoção, do Cyro Cesar, me deparo com uma frase intrigante, que me fez pensar.


''O homem nem todas as vezes fala o que é, mas seu comportamento,sim.'' Cyro Cesar


muito bom.

domingo, 17 de janeiro de 2010

domingo, 10 de janeiro de 2010

Amor,



quando você chegar lembre-se que amanhã de manhã tomaremos café e logo iremos andar de bicicleta lá no parque, podemos levar o Hoff para brincar com os outros cães, depois o deixamos em casa e saimos para almoçar, mas não podemos esquecer de pegar aquele filme francês para assistir até o sol se pôr, já comprei a pipoca. E no fim da noite vamos jantar naquele restaurante italiano pequeno bem confortavel, tomar um Concha y Toro, com aquela massa deliciosa com champignon. Depois voltamos para casa, acendo as velas, ficamos deitados na casa pensando na vida, brincando e depois o que vier será consequência.

Amor, é por você que eu espero, e eu espero que você venha um dia...que pelo menos venha um dia. Enquanto isso estarei aqui, deitado esperando o outro dia, na esperança de acordar, te ver e viver com você.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Meio termo

Talvez o céu não seja tão alto quanto imaginamos, e nem o inferno seja mais embaixo como pensamos.

domingo, 3 de janeiro de 2010

ONE in ONE MILION

Give me 1 milion of reasons to forget you, and just 1 to love you much more than what I love.

sábado, 2 de janeiro de 2010

Bem, meu bem.


Sinceramente, hoje quero durmir e só acordar no dia em que puder te ver e te ter ao meu lado, me fazendo carinho e dizendo todas as coisas que um dia você me disse. Pois, por incrivel que pareça, desde aquela noite, você passou a fazer parte dos meus planos, passou a preencher meus pensamentos vazios, e com isso consegui me libertar de alguns vicios para me dedicar a você.
Porque eu não consigo esquecer aquela noite, onde a adrenalina perpertuava em nossos corações, nossos lábios se encontrando para se perderem, o som ecoando em nossos ouvidos e seu cheiro me tomando por inteiro.
Prefiro deitar, ficar sonhando e relembrando todos aqueles segundos, mas quero um dia acordar e te ter ao meu lado novamente, para podemos repetir isso que nos faz bem, meu bem.

Através do Espelho


"Mas vocês, seres humanos, compreendem as coisas só em partes. Vocês enxergam tudo num espelho, num enigma."

The Hours


''Nao se pode ter paz evitando a vida.''

The Hours

The Hours



“Dear Leonard, to look life in the face… always to look life in the face, and to know it for what it is.

At last, to know it, to love it for what it is, and then… to put it away. Leonard… always the years between us, always the years… always… the love… always… the hours."

The Hours



''O que significa se arrepender quando não se teme escolhas ?''