quarta-feira, 9 de maio de 2012

Desaba(r)(far)

- Desabar: v.t e v.i. Derrubar, deitar abaixo, derrocar. - Desabafar: v.i. Manifestar o que sente ou pensa, desafogar-se.
Fundo branco, chao gelado. Maos tremulas e uma descarga eletrica em minha mente. Lagrimas, olhos avermelhados e a melhor musica para compor a atmosfera. Olho para o espelho e vejo algo a desmoronar. A descarga nao funcionou, o instante serviu somente para (des)organizar o estado emocional do eu (individuo). E quando a musica estava para acabar, eu colocava para escuta-la desde o comeco novamente, alias, a cena ainda nao tinha acabado. A musica tinha muito a ver com o momento, apesar de ser bem adolescente, lembro que a ultima vez que chorei com ela eu tinha 19 anos e tambem sofria de amor. Por um momento interrompi a cena, levantei o personagem e lhe disse: "coragem, homem, sei que esta pronto!". Mas ele nao estava. Entao, olhando para o relogio, ambos viram que ja tinham passado 20 minutos e nada tinha mudado. Em seguida abriram a porta e sairam juntos, a cena nao acabou, porem havia algo la fora chamando-os para caminhar.

terça-feira, 13 de março de 2012

Uma carta


Quando digo que sei o que é amor, é porque tenho pessoas ao meu lado para ensinar e aprender comigo.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012




Para aqueles que querem de mim o companheirismo, primeiro aceitem os meus erros e tentarei lhe mostrar a felicidade e o respeito de ter um bom amigo.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Venha, tempo !


Se a saudade não me consumisse, pederia para ela permanecer no meu peito. Mas como posso sacia-la se minha pequena tão longe está? Pelo menos a saudade me fortalece, é o que posso recorrer no momento.

Viva !

Não se engane com a idade, pois a maturidade é uma experiência reflexiva, não quantitativa.

Dona


A dona desses olhos me iludiu: mostrou-me todo seu amor, sorriso e me cativou. Mas me deixou partir com uma mão na frente e a outra atrás, carregando as lembranças de um dos melhores momentos da minha vida

Trajetoria

A saudade tem os traços do trajeto que eu percorri. Das palavras que soltei. Dos sentimentos que me permiti. Da vida que eu me deixei. Ainda digo mais: a saudade faz parte de mim, um partido politico, uma crença, onipresença. Por isso que sofro e lido com o aprendizado, pois dos sentimentos mais maravilhosos do mundo, a saudade é que me fortalece e escancara um sorriso para o próximo passo.