domingo, 24 de outubro de 2010

No words




Eu lembro de todas as palavras já ditas durante todo o tempo em que estivemos juntos, foram lindas e até me fizeram chorar de felicidade. Mas o tempo passou, a brisa balançou meus cabelos e levou as palavras consigo, e a unica coisa que restou foi alguém cheio de lembranças bonitas e desejos de te ter novamente. A unica coisa que restou foi alguém sozinho.
Hoje algumas palavras estão salvas nos meus email, o meu primeiro presente está guardado dentro da caixinha, até mesmo as fotos estão no papel de parede do meu pc. Mas, honestamente, me sinto como um entre um milhão, como se todos que me rodeiam fossem iguais à mim quando penso em você. Porque ainda não me senti ''único'', como se não existisse alguém tão especial quanto eu pra ti? Como se eu fosse uma exceção, um ponto vermelho no meio da multidão branca.
Eu quero que você me ame, como se deve amar um grande amor. Pois quero ser aquele que vai estar contigo quando mais precisar, quando estiver a chorar e precisar de um abraço, e quando sorrir iremos festejar. Quero que você me ame, pois serei aquele que abrirá o vinho quando o jantar estiver pronto, e brincará de rimas contigo quando estivermos à sós e tudo parecer tão monótono.
Faça com que eu me sinta único, meu amor, porque quando a noite chegar eu vou querer te abraçar e te direi o quanto te amo, vou te fazer cafuné até que você durma e eu acorde deste sonho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário