quinta-feira, 28 de abril de 2011

Do verbo ''deixa a vida me levar''

Vem cá meu bem, me mostra teu segredo, me dá um beijo, pois estou louco para me apaixonar.
Vem cá e não tenha medo, pois há tanto tempo espero por este momento, de mais uma vez te encontrar.
Vem cá meu bem, sorria por saber que alguém neste imenso mundo te deseja tanto bem e te quer por perto. Porque dentre tantos caminhos que poderia seguir você é minha ''chegada''.
Orgulhe-se, aliás, você hoje faz parte dos meus planos e se os nossos caminhos se encontraram não foi porque eu ou você decidimos, mas foi o tempo que nos mostrou o quanto precisamos nos amar.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Do verbo saudade

Menina, não olhe para mim com estes olhos miúdos e puxados pois, se for assim, eu não irei.
Garotinha, não sorria baixinho quando eu virar as costas pois, se for assim, eu não irei.
Pequena, não chore quando se sentir sozinha pois, se for assim, eu não irei.
Amorzinho, não me abrace forte sempre que eu tiver que parti a cada visita pois, se for assim , eu não irei.
Espero que entenda: eu irei, mas nunca te deixarei, pois meus dias mudaram desde que te vi. Quando acordo e me olho no espelho vejo os olhos que tão distantes estão de mim. Nos passos que dou pelas ruas escuto risadinhas atrás de mim de crianças que nunca vi. E quando o vento bate forte em mim sinto o abraço apertado pedindo para ficar.
Pena que eu irei, mas quando eu voltar esteja pronta para mim, pois eu sempre estarei pronto para te amar, minha pequena.

To be or Not to be, do verbo existir...

De longe eu tenho os certos e os incertos, as respostas e as perguntas, o amor e a solidão. Bem distante está o tempo que me traz o desejo de abraçar e sentir o cheirinho da paixão. Apesar do medo que tenho do passar das horas sei que segurar não é necessário porque, assim como a brisa, o sentimento existe.

domingo, 17 de abril de 2011

Resposta

Me perco no tempo quando o vento me traz alguns pensamentos que de longe não me deixam em paz. E as noites corridas, encaminhadas pelas madrugadas acordado curtindo o embalo, marcaram tempos que não poderei voltar para reviver. Mas sabe-se lá se poderei sentir mais uma vez cada instante que nós passamos. Porque no fundo eu sei que, apesar das lindas palavras, não tenho certeza do que esta por vir. Por isso me perco no tempo quando o vento me traz alguns pensamentos que de longe não me deixam em paz.

Questão

Eu gostaria de esquecer que existe algo tão bom, mas que está tão distante de mim. É difícil me perder no tempo e deixar que a vida me guie estando preso à pensamentos e sentimentos que movem meus dias e direcionam meus olhares. Não estou dizendo que seguir em frente está sendo impossível, mas com você ao meu lado seria muito mais fácil...