segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Partiu

Parti. Voltei para onde, talvez, eu nunca deveria ter saido. Partido. No caminho ficaram os pedaços de nossas histórias. Partiu. A dor eu levo comigo dentro da bagagem, do coração, das lembranças. Parti. Mas quero que saibas de uma coisa: só preciso que me olhes novamente, pegarei minhas malas e voltarei para tu, para nunca mais partir.

2 comentários: