domingo, 25 de janeiro de 2009

Saudade


Eu que por um momento achei, que tudo estava se tornando bom demais para ser verdade. Mas chegou o momento que a rotina avacalhou, a solidão começou a me fazer compania e o silêncio tornou-se minhas únicas palavras. Sinto tanta falta daquelas palavras doces, daqueles olhares de entendimento, daqueles abraços calorosos e dos sorrisos mais felizes. Deixei dezenove anos em Aracaju, e eu que pensei que seria fácil esse instante. Chega um momento que você precisa fazer aquilo tudo que você fazia antes, mas não tem com quem fazer, aliás uma página de sua vida já foi virada. Por isso me olho no espelho e grito: SAUDADE.

3 comentários:

  1. Ouvi o seu grito, refletiu em meu espelho no exato momento em qeu eu também gritava.Sinto saudade disso tudo ai. Ah saudade! Essa lâmina afiada qeu nos golpeia todos os dias... Não nos dá espaço sequer para cicatrizar. Sobreviveremos! Sejamos forte, meu irmão! ILU

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. eu escrevi errado
    seria: saudade saudade hoje eu posso dizer o que é dor de verdade

    ResponderExcluir