sábado, 24 de setembro de 2011

Meu mal, meu bem !



Sinceramente: eu sempre juntos minhas forças e peço à mim mesmo para que o tempo se encarregue das coisas mais lindas da minha vida. Mas não adianta, quando elas chegam fico frenético, sinto o cheio da adrenalina no ar e todas as minhas energias se revitalizam dentro de mim.
O meu mal, por muitas vezes, foi mostrar demais o meu querer bem e não saber guardar o quanto maior eu posso ser. Mas não se engane, meu bem, pois dentro de mim existem várias surpresas que nem o tempo terá hora para mostrar, nem a terra terá lugar para te apresentar, mas me acompanhe se você quiser mer ter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário